Alexandre Medeiros

Dicas para você passar na LPIC-1 e 2 e outros assuntos de TI

Objetivos do exame LPIC-1 101 versão 5.0

Primeiramente iremos ver quais são os objetivos do exame LPIC-1 101.

O LPIC-1 é a primeira certificação no programa de certificação profissional Linux da LPI. A prova em si validará a capacidade do candidato de executar tarefas de manutenção na linha de comando, instalar e configurar um computador executando o Linux e configurar a rede básica.

Vale ressaltar que para cada um dos objetivos do exame LPIC-1 101, os mesmos recebem um valor de ponderação. Os pesos indicam a importância relativa de cada objetivo no exame. Os objetivos com pesos mais altos serão cobertos no exame com mais perguntas.

Contudo, para ser aprovado, a pontuação mínima é 500. A pontuação total do exame fica entre 200 e 800. A pontuação de 500 varia com a dificuldade geral do exame específico que é tomada e ao peso de cada assunto.

Secundariamente, antes de fazer a prova você tem que conhecer como ela é formada e é por isso que a primeira coisa a se aprender são os objetivos do exame LPIC-1 101. Na opinião é a prova mais complicada. Não digo isso para te assustar já que provavelmente será sua primeira prova de certificação Linux, mas sim por que é muito conteúdo – apesar de ter somente 4 tópicos – aborda vários comandos e conceitos.

Exame LPIC-1 101 | Tópico 101 – Arquitetura de Sistema

1) Identificar e editar configurações de hardware (Peso 2)

Os candidatos devem ser aptos a determinar e configurar o hardware fundamental do sistema.

    • Ativar e desativar periféricos integrados.
    • Diferencie os vários tipos de dispositivos de armazenamento em massa.
    • Determine os recursos de hardware para dispositivos.
    • Ferramentas e utilitários para listar várias informações de hardware (por exemplo, lsusb, lspci, etc.).
    • Ferramentas e utilitários para manipular dispositivos USB.
    • Compreensão conceitual de sysfs, udev e dbus.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • /sys/
    • /proc/
    • /dev/
    • modprobe
    • lsmod
    • lspci
    • lsusb

2) Boot do sistema (Peso 3)

Os candidatos devem ser capazes de orientar o sistema durante o processo de inicialização.

    • Fornecer comandos comuns para o carregador de inicialização e opções para o kernel no momento da inicialização.
    • Demonstrar conhecimento da sequência de inicialização do BIOS/UEFI para concluir a inicialização.
    • Compreensão do SysVinit e systemd.
    • Consciência do Upstart.
    • Verificar os eventos de inicialização nos arquivos de log.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • dmesg
    • Journalctl
    • BIOS
    • UEFI
    • bootloader
    • kernel
    • initramfs
    • init
    • SysVinit
    • systemd

3) Alternar runlevel/boot targets, desligar e reiniciar o sistema (Peso 3)

Os candidatos devem poder gerenciar o nível de execução do SysVinit ou o destino de inicialização do systemd do sistema. Este objetivo inclui mudar para o modo de usuário único, desligar ou reiniciar o sistema.

Os candidatos devem poder alertar os usuários antes de alternar os níveis de execução/destinos de inicialização e finalizar os processos adequadamente. Esse objetivo também inclui definir o nível de execução SysVinit padrão ou o destino de inicialização do systemd.

Ele também inclui o conhecimento do Upstart como uma alternativa ao SysVinit ou systemd.

    • Definir o nível de execução padrão ou o destino de inicialização.
    • Alternar entre níveis de execução/destinos de inicialização incluindo o mode de usuário único.
    • Desligar e reiniciar a partir da linha de comando.
    • Alertar os usuários antes de alternar os níveis de execução/destinos de inicialização ou outros eventos importantes do sistema.
    • Finalizar corretamente os processos.
    • Conhecimento do acpid.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • /etc/inittab
    • shutdown
    • init
    • /etc/init.d/
    • telinit
    • systemd
    • systemctl
    • /etc/systemd/
    • /usr/lib/systemd
    • wall

Exame LPIC-1 101 | Tópico 102 – Instalação do Linux e Administração de pacotes

1) Dimensionar partições de disco (Peso 2)

Os candidatos devem poder projetar um esquema de particionamento de disco para um sistema Linux.

    • Alocar sistemas de arquivos e swap para separar partições ou discos.
    • Adaptar o design ao uso pretendido do sistema.
    • Verificar se a partição /boot está em conformidade com os requisitos de arquitetura de hardware para inicialização.
    • Conhecimento dos recursos básicos do LVM.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • / sistema de arquivos (raiz)
    • /var sistema de arquivos
    • /home sistema de arquivos
    • /boot sistema de arquivos
    • Partição de sistema EFI (ESP)
    • swap
    • pontos de montagem
    • partições

2) Instalar o gerenciador de inicialização (Peso 2)

Os candidatos devem poder selecionar, instalar e configurar um gerenciador de inicialização.

    • Fornecer locais de inicialização alternativos e opções de inicialização de backup.
    • Instalar e configurar um carregador de inicialização como o GRUB Legacy.
    • Executar alterações básicas de configuração para o GRUB 2.
    • Interagir com o carregador de inicialização.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • menu.lst, grub.cfg and grub.conf
    • grub-install
    • grub-mkconfig
    • MBR

Mais adiante iremos prosseguir vendo os objetivos do exame LPIC-1 101, porém caso você queira fazer uma pausa ou saber mais sobre este tópico é só clicar nesse link.

3) Controle das bibliotecas compartilhadas (Peso 1)

Os candidatos devem poder determinar as bibliotecas compartilhadas das quais os programas executáveis dependem e instalá-las quando necessário

    • Identificar bibliotecas compartilhadas.
    • Identificar os locais típicos das bibliotecas do sistema.
    • Carregar bibliotecas compartilhadas.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • ldd
    • ldconfig
    • /etc/ld.so.conf
    • LD_LIBRARY_PATH

4) Utilização do sistema de pacotes Debian (Peso 3)

Os candidatos devem ser capazes de executar o gerenciamento de pacotes usando as ferramentas de pacotes Debian.

    • Instalar, atualizar e desinstalar os pacotes binários da Debian.
    • Encontrar pacotes contendo arquivos ou bibliotecas específicas que podem ou não estar instaladas.
    • Obter informações sobre o pacote, como versão, conteúdo, dependências, integridade e status da instalação (independentemente do pacote estar ou não instalado).
    • Conhecimento do apt.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • /etc/apt/sources.list
    • dpkg
    • dpkg-reconfigure
    • apt-get
    • apt-cache

5) Utilização do sistema de pacotes RMP e YUM (Peso 3)

Os candidatos devem ser capazes de executar o gerenciamento de pacotes usando RPM, YUM e Zypper.

    • Instalar, reinstalar, atualizar e remover pacotes usando RPM, YUM e Zypper.
    • Obter informações sobre pacotes RPM, como versão, status, dependências, integridade e assinaturas.
    • Determinar quais arquivos um pacote fornece e localizar de qual pacote um arquivo específico é fornecido.
    • Conhecimento do dnf.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • rpm
    • rpm2cpio
    • /etc/yum.conf
    • /etc/yum.repos.d/
    • yum
    • zypper

6) Linux virtualizado (Peso 1)

Os candidatos devem entender as implicações da virtualização e da computação em nuvem em um sistema guest Linux.

    • Entender o conceito geral de máquinas virtuais e contêineres.
    • Entender as máquinas virtuais de elementos comuns em uma nuvem IaaS, como instâncias de computação, armazenamento em bloco e rede.
    • Entender as propriedades exclusivas de um sistema Linux que precisam ser alteradas quando um sistema é clonado ou usado como modelo.
    • Entender como as imagens do sistema são usadas para implantar máquinas virtuais, instâncias da nuvem e contêineres.
    • Entender as extensões do Linux que integram o Linux a um produto de virtualização.
    • Conhecimento do cloud-init.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • Máquina virtual
    • Contêiner Linux
    • Contêiner de aplicativo
    • Guest drivers
    • Chaves de host SSH
    • ID da máquina D-Bus

Exame LPIC-1 101 | Tópico 103 – Comandos GNU e Unix

1) Trabalhar na linha de comando (Peso 4)

Os candidatos devem poder interagir com shells e comandos usando a linha de comando. O objetivo assume o shell Bash.

    • Utilizar comandos de shell único e sequências de comando de uma linha para executar tarefas básicas na linha de comandos.
    • Usar e modificar o ambiente do shell, incluindo a definição, referência e exportação de variáveis de ambiente.
    • Visualizar e editar o histórico de comandos.
    • Invocar comandos dentro e fora do caminho definido.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • bash
    • echo
    • env
    • export
    • pwd
    • set
    • unset
    • type
    • which
    • man
    • uname
    • history
    • .bash_history
    • Quoting

2) Processar fluxos de texto com o uso de filtros (Peso 3)

Os candidatos devem poder aplicar filtros aos fluxos de texto.

    • Enviar arquivos de texto e fluxos de saída através de filtros de utilitário de texto para modificar a saída usando comandos UNIX padrão encontrados no pacote GNU textutils.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • bzcat
    • cat
    • cut
    • head
    • less
    • md5sum
    • nl
    • od
    • paste
    • sed
    • sha256sum
    • sha512sum
    • sort
    • split
    • tail
    • tr
    • uniq
    • wc
    • xzcat
    • zcat

3) Gerenciamento básico de arquivos (Peso 4)

Os candidatos devem poder usar os comandos básicos do Linux para gerenciar arquivos e diretórios.

    • Copiar, mover e remover arquivos e diretórios individualmente.
    • Copiar vários arquivos e diretórios recursivamente.
    • Remover arquivos e diretórios recursivamente.
    • Usar especificações curinga simples e avançadas nos comandos.
    • Usando find para localizar e agir em arquivos com base no tipo, tamanho ou hora.
    • Utilização do tar, cpio e dd.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • cp
    • find
    • mkdir
    • mv
    • ls
    • rm
    • rmdir
    • touch
    • tar
    • cpio
    • dd
    • file
    • gzip
    • gunzip
    • bzip2
    • bunzip2
    • xz
    • unxz
    • arquivo globbing

4) Fluxos, pipes (canalização) e redirecionamentos de saída (Peso 4)

Os candidatos devem poder redirecionar fluxos e conectá-los para processar dados de texto com eficiência. As tarefas incluem redirecionar entrada padrão, saída padrão e erro padrão, canalizando a saída de um comando para a entrada de outro comando, usando a saída de um comando como argumento para outro comando e enviando a saída para stdout e um arquivo.

    • Redirecionar a entrada padrão, saída padrão e erro padrão.
    • Canalizar a saída de um comando para a entrada de outro comando.
    • Usar a saída de um comando como argumento para outro comando.
    • Enviar a saída para stdout e um arquivo.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • tee
    • xargs

Se você quiser conhecer e aprender mais sobre o comando xargs, veja esse artigo.

5) Criar, monitorar e finalizar processos (Peso 4)

Os candidatos devem ser capazes de executar o gerenciamento básico de processos.

    • Executar trabalhos em primeiro plano e em segundo plano.
    • Sinalizar um programa para continuar executando após o logout.
    • Monitorar processos ativos.
    • Selecionar e classificar os processos para exibição.
    • Enviar sinais para processos.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • &
    • bg
    • fg
    • jobs
    • kill
    • nohup
    • ps
    • top
    • free
    • uptime
    • pgrep
    • pkill
    • killall
    • watch
    • screen
    • tmux

6) Modificar a prioridade de execução de um processo (Peso 2)

Os candidatos devem ser capazes de gerenciar as prioridades de execução do processo.

    • Conhecer a prioridade padrão de um trabalho que é criado.
    • Executar um programa com prioridade maior ou menor que o padrão.
    • Mudar a prioridade de um processo em execução.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • nice
    • ps
    • renice
    • top

7) Procurar em arquivos de texto usando expressões regulares (Peso 2)

Os candidatos devem poder manipular arquivos e dados de texto usando expressões regulares. Esse objetivo inclui a criação de expressões regulares simples contendo vários elementos notacionais, bem como a compreensão das diferenças entre expressões regulares básicas e estendidas. Também inclui o uso de ferramentas de expressão regular para realizar pesquisas em um sistema de arquivos ou conteúdo de arquivos.

    • Criar expressões regulares simples contendo vários elementos notacionais.
    • Entender as diferenças entre expressões regulares básicas e estendidas.
    • Entender os conceitos de caracteres especiais, classes de caracteres, quantificadores e âncoras.
    • Usar ferramentas de expressão regular para executar pesquisas em um sistema de arquivos ou conteúdo de arquivos.
    • Usar expressões regulares para excluir, alterar e substituir texto.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • grep
    • egrep
    • fgrep
    • sed
    • regex(7)

8) Edição básica de arquivos com o vi (Peso 3)

Os candidatos devem poder editar arquivos de texto usando o vi. Este objetivo inclui navegação, modos, inserção, edição, exclusão, cópia e localização de texto dentro do vi. Ele também inclui o conhecimento de outros editores comuns e a configuração do editor padrão.

    • Navegue por um documento usando o vi.
    • Entenda e use os modos vi.
    • Inserir, editar, excluir, copiar e localizar texto no vi.
    • Consciência do Emacs, nano e vim.
    • Configure o editor padrão.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • vi
    • /, ?
    • h,j,k,l
    • i, o, a
    • d, p, y, dd, yy
    • ZZ, :w!, :q!
    • EDITOR

Segue um aritigo para você saber tudo sobre os comandos do vi e vim clique aqui.

Exame LPIC-1 101 | Tópico 104 – Dispositivos, Sistemas de arquivos Linux e padrão FHS

1) Criar partições e sistemas de arquivos (Peso 2)

Os candidatos devem poder configurar partições de disco e criar sistemas de arquivos em mídia, como discos rígidos. Isso inclui o manuseio de partições de troca.

    • Gerenciar tabelas de partição MBR e GPT
    • Utilizar vários comandos mkfs para criar sistemas de arquivos, como:
      • ext2 / ext3 / ext4
      • XFS
      • VFAT
      • exFAT
    • Conhecimento básico sobre recursos de Btrfs, incluindo sistemas de arquivos para vários dispositivos, compactação e subvolumes.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • fdisk
    • gdisk
    • parted
    • mkfs
    • mkswap

2) Manutenção da integridade de sistemas de arquivos (Peso 2)

Os candidatos devem poder manter um sistema de arquivos padrão, bem como os dados extras associados a um sistema de arquivos com registro em diário.

    • Verificar a integridade dos sistemas de arquivos.
    • Monitorar espaço livre e inodes.
    • Reparar problemas simples do sistema de arquivos.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • du
    • df
    • fsck
    • e2fsck
    • mke2fs
    • tune2fs
    • xfs_repair
    • xfs_fsr
    • xfs_db

3) Controle da montagem e desmontagem dos sistemas de arquivos (Peso 3)

Os candidatos devem poder configurar a montagem de um sistema de arquivos.

    • Montar e desmontar manualmente sistemas de arquivos.
    • Configurar a montagem do sistema de arquivos na inicialização.
    • Configurar sistemas de arquivos removíveis montáveis pelo usuário.
    • Uso de etiquetas e UUIDs para identificar e montar sistemas de arquivos.
    • Conhecimento das unidades de montagem do systemd.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • /etc/fstab
    • /media/
    • mount
    • umount
    • blkid
    • lsblk

4) Gerenciamento de cotas de disco

Esse tópico não faz mais parte dos objetivos do exame LPIC-1 101. Ele foi removido da versão 5.0 do exame LPIC-1 101.

5) Controlar permissões e propriedades de arquivos (Peso 3)

Os candidatos devem poder controlar o acesso a arquivos através do uso adequado de permissões e propriedades.

    • Gerenciar permissões de acesso em arquivos regulares e especiais, bem como em diretórios.
    • Usar modos de acesso como suid, sgid e o sticky bit para manter a segurança.
    • Saber como alterar a máscara de criação de arquivo.
    • Utilizar o campo de grupo para conceder acesso ao arquivo para os membros do grupo.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • chmod
    • umask
    • chown
    • chgrp

6) Criar e alterar links simbólicos e hardlinks (Peso 2)

Os candidatos devem poder criar e gerenciar links físicos e simbólicos para um arquivo.

    • Criar links.
    • Identificar hard links e/ou soft links.
    • Copiar versus link simbólico.
    • Usar links para dar suporte às tarefas de administração do sistema.

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • ln
    • ls

7) Encontrar arquivos de sistema e conhecer sua localização correta (Peso 2)

Os candidatos devem estar familiarizados com o FHS (Filesystem Hierarchy Standard), incluindo locais típicos de arquivos e classificações de diretório.

    • Entender os locais corretos dos arquivos no FHS (Padrão de hierarquia do sistema de arquivos).
    • Encontrar arquivos e comandos em um sistema Linux.
    • Conhecer a localização e a finalidade de arquivos e diretórios importantes, conforme definido no FHS (Padrão de hierarquia do sistema de arquivos).

Comandos, termos ou arquivos que serão estudados:

    • find
    • locate
    • updatedb
    • whereis
    • which
    • type
    • /etc/updatedb.conf

Ao final desse artigo você deverá ser capaz de entender a estrutura e os objetivos do exame LPIC-1 101. Não fique assustado pela quantidade de conteúdo e tenha em mente que estudando um pouco a cada dia você com certeza irá tirar de letra.

Se você gostou desse artigo objetivos do exame LPIC-1 101, compartilhe ou comente abaixo.

Fonte: https://www.lpi.org/pt/our-certifications/exam-101-objectives